quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Einstein, Dalí, Gandhi e Arafat no elevador quebrado do "teatro do absurdo"!


Retomando em retrospectiva


"Se a vida for binária, a Origem vai me dar uma explicação sobre Matrix". Acordei lembrando dessa frase dita por um garoto de 17 anos na entrada do hospital. "Esse guri não diz coisa com coisa", comentou alguém a respeito. Ficção científica não é o meu forte...mas aqui experimentamos todos os dias a magnitude de uma ficção científica esperando que a mesma se torne real um dia (afinal, estou no meu avatar, não esqueçam!). Na minha opinião, foi quase um trocadilho de sentido cinematográfico, meio futurístico e com humor ou pelo menos perspicaz apesar de ainda nebuloso para meu espírito "lógico". E no mais, "é sempre perigoso zangar-se com aquilo que não se compreende", como anunciou Druon com seu dedo verde. O compreensível me conforta mas seu contrário me intriga e me deixa em dia com a fome de buscar, de viver...é como uma inquietude que vem do enroscado de fios que a vida tece com pressa. Estou consumindo os dias, devorando meus últimos grãos da ampulheta por aqui...então você há de convir que eu não poderia deixar de saborear as entrelinhas deste epílogo...essas sensações de guerra interna contra os elementos do ilógico...veja...vivo em um universo social...e não havia percebido antes que o mundo visto pela janela, pela tela da televisão me parece bem estranho, bizarro...deve ter sido esse sentimento que os astronautas vislumbraram olhando a terra do espaço depois de tantos dias sem convívio...como um ponto ao avesso, na contra-mão da rotatória, carrossel rodopiando no tornado, tempestade de traçados sem norte, vácuo entorpecido pela ansiedade...um verdadeiro "teatro do absurdo" que bem poderia transformar-se no "teatro mágico"... mas creio não ter habilidade para tratar a realidade de forma tão inusitada e poética, apesar de minha indignação  latente ...ela me é também cruamente e cruelmente sóbria....me remete às entranhas, às eras longínquas de minha existência... traz-me Sra. Lussigny, uma professora de fonética que cruzou meu caminho...tentando me explicar a inspiração do relógio fundido do Salvador Dalí a partir da visão de um camambert derretido... "ele relacionou sua arte com a concepção do tempo segundo Albert Einstein:"o tempo é relativo e não fixo"", dizia ela...lembro ter passado meses para entender isso...esperei tanto minha inteligência latejar uma faísca sequer de manifestação..."Gente, o Dalí derreteu o relógio por causa de um queijo pensando no tempo do Einstein!". Parecia que estava tão ali, as claras! Mas e daí né? A intriga se renova e agora curto as incognitas da Origem cogitada a destrinchar Matrix...o mais interessante nem é a descoberta em si ou a resposta, mas o que a busca por elas faz em você...então qual é a trama? Entender a ausência de lógica no óbvio! É, o absurdo é assim mesmo, contrário a razão. Estou mesmo vivendo cenas surreais...e nem peço que me entendam...mas imploro que atentem para, sobre e a respeito... da autosabotagem praticada por quem tem medo de dar certo na vida...e da omissão exercida por quem é incapaz de importar-se com o que não o atinge diretamente...quer ver? Alguém aqui atentou para o Nobel da paz que o Mahatma Gandhi nunca ganhou e em contrapartida o Yasser Arafat imprimiu um em seu currículo!?? Um pacificador sem qualquer ato de violência e um líder terrorista..."O mundo está ao contrário e ninguém reparou"? Absurdo, não? Mas vocês podem contra-argumentar dizendo que a Índia e a Palestina ficam bem longe daqui...quem se importa se tudo parece muito "surreal"? Certo...deixemos então nossos convidados em paz...vamos lavar a nossa roupa suja ...alguém sabia que dos três elevadores do aeroporto Augusto Severo em Natal (sim, apenas três, o que já é um absurdo!), apenas um está funcionando (outro absurdo!) e isso há dois anos (absurdo master!)? Alguém sabia que no aeroporto da "capital do meu país", quando o fluxo aéreo está intenso e as aeronaves estão no pátio prontas para decolagem, o embarque dos passageiros se faz por ônibus e neste caso os cadeirantes são levados sentados em suas cadeiras nos braços dos funcionários das companhias aéreas pelas escadas do avião? Sim, a própria! Aquela que sai do solo para a porta do avião. Sensação deliciosa para quem se acidentou em arquibancadas!Será que pensam que esse risco não causaria tanto problema, já que alguém com LM já tem uma lesão medular mesmo e teria pouco a perder? Conclusão: se a vida for binária, um absurdo + outro, origina um zero a esquerda no ponteiro derretido do relógio!??? "Vai saber... quem souber me salve"!


video

2 comentários:

  1. Vc me conecta com o lado sensível do mundo, me faz refletir, me interessar pela vida. Vc faz conexões profundas sobre o que não enxergamos e traduz o inacessível sem sair de sua causa. Livro sim, precisa eternizar seu talento. Um dia vou te conhecer. Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Sim sabia do nosso JK falido, tadinho... sabe, tem coisas que são antigas, ou melhor, a vida dita "real" sempre é dita em prosa e verso, em música... mas como a propria letra diz... a gente vive cantando ... la la ia, laiá... a grande preocupação - Thiago Correia... ouça e pasme... é verdade... já faz tempo...e tá bem aqui, agora, hoje... nada é feito, nada é mudado... há outras preocupações... triste...ninguém se importa... enquanto isso no país das maravilhas... há manifestações imensas para o carnaval, para o homossexualismo, para , para, para....os anos se passaram...

    http://youtu.be/9k_6L3qsfwQ

    ResponderExcluir